1º Encontro de Violeiros e 32º Encontro de Ternos de Reis mantém acesa a tradição cultural em Caetité

Eventos recheados de emoção fez a alegria do final de semana dos caetiteenses.

“Só Caetité para fazer uma festa assim!”, disse um espectador ao ver, na manhã do domingo de 14 de janeiro, ao assistir o cortejo com os 20 grupos de reisados que desfilaram pelas principais ruas da cidade.

Mas o resgate cultural, com apoio e realização da Prefeitura de Caetité, através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo (Secelt), teve início na noite do sábado (13/1), quando vários violeiros se apresentaram no anfiteatro da Praça da Catedral, para uma plateia que literalmente se encantou com as apresentações, tendo à frente o radialista e apresentador Luiz Benevides.

Para a professora Vanessa Junqueira, este momento “é resultado do Censo Cultural, que vem identificando nossos artistas e artesãos, levando a ação da Prefeitura a todos os rincões do Município e indo além: está finalmente dando espaço para que todos se manifestem”.

A Secelt inovou este ano também na Festa de Reis, já em sua trigésima segunda edição, trazendo o resultado concreto do Censo Cultural que está a realizar por todo o extenso município de Caetité: todos os reiseiros foram ornamentados com chapéus artesanais produzidos em três comunidades rurais, onde foram adquiridos sem ação de intermediários.

O prefeito Aldo Gondim, comemorou a realização desses dois importantes eventos e reforçou o compromisso do Governo Participativo em continuar apoiando as manifestações culturais do nosso município. “É com imensa alegria que estou fazendo parte desse evento tão tradicional. Um evento que mantém e resgata a nossa cultura. Quero parabenizar todos os artistas que abrilhantaram essa linda festa, bem como os servidores da administração municipal que se empenharam, de forma muito especial, para que os caetiteenses pudessem participar de uma linda festa”, destacou o prefeito.

Segundo o idealizador do evento, o Superintendente de Patrimônio Luiz Benevides, o reisado é uma tradição milenar e o município de Caetité é um dos pioneiros na região, em realizar encontros dessa natureza. “Começamos em 1985 apenas com dois ternos de reis. E hoje, temos uma festa com dimensão gigantesca. Somos os primeiros a movimentar essa tradição aqui a região. Uma grande festa popular, de cunho religioso, que este ano, contou com o total apoio da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura”, pontuou Benevides.

Foram dezenas de violeiros e mais de 20 ternos de reis fazendo a alegria de centenas de caetiteenses, dentre eles, o Sr. Benedito Antônio dos Santos, Seu Bené. “Estar aqui nesse momento é um prazer de 32 anos. Participo dessa festa desde o seu início e acompanho de perto a alegria dos reiseiros quando estão aqui. Ser parte desse evento é um prazer renovado a cada ano. Por isso, quero parabenizar a prefeitura, porque esse é um sentimento de um cidadão de Caetité que vibra com a realização dessa festa”, comemorou, Seu Bené.

O jovem Ricardo da Silva Aguiar, participante do terno de Reis do Anguá, comemorou a realização de eventos que mantém vivas tradições milenares. “Nós estamos vendo a participação de muitas crianças nos grupos de Ternos de Reis e isso significa continuidade de uma tradição da nossa gente. Agradeço a Prefeitura que realizou um encontro tão bonito, e que trouxe um movimento tão grande para a Praça da Catedral”, afirmou Ricardo.

A população que assistiu ao desfile e às apresentações sentiu o orgulho saudável de quem vê a tradição não apenas sendo preservada, mas transcendendo em beleza e organização.

 

Deixe um comentário